Voce está em: Estudos Bíblicos - Heresias nas Igrejas

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL 2005
TEMA: HERESIAS NAS IGREJAS; O FALSO EVANGELHO!
AULA Nº 19
ASSUNTO: TEOLOGIADA PROSPERIDADE- PARTE 4

Texto: Is 53.4,5

Introdução:
Irmãos; dentro ainda da teologia da prosperidade, existe a afirmativa que o crente não pode ficar doente. É justamente sobre as enfermidades que nós iremos nos deter na aula de hoje. Iremos aprender sobre a origem das doenças e o porquê do crente também ficar doente.

I) A origem das doenças

Toda boa dádiva vem de Deus e todo mal não pode proceder dele (Tg 1.16,17; 3.11,12). Partindo destas verdades, concluímos que a doença não vem de Deus.
Quando o Senhor criou o homem, ele o fez para que não morresse e não adoecesse. O homem foi criado perfeito, porém o pecado trouxe a morte e todo tipo de problema não somente sobre o homem, mais também sobre toda a natureza (Gn 3.16-19 ; Rm 3.23; 5.12; 6.23; 8.19-23). Com a queda do homem houve um grande desequilíbrio na Terra.
Podemos resumir afirmando:

Assim como trouxe a morte, o pecado trouxe todos os tipos de doenças!

II) Por que o cristão fica doente?
  

1)Anteriormente afirmamos que a origem das doenças é o pecado.
Não estamos afirmando com isso, que todos os doentes estão em pecado, mais afirmamos que a origem das doenças no mundo é o pecado! Como estamos ainda no mundo, estamos sujeitos a ficarmos doentes.
Eis aí o primeiro motivo pelo qual estamos sujeitos a ficar doente: Ainda não fomos glorificados (embora já tenhamos a plena garantia que isto ocorrerá). Temos domínio sobre o pecado, fomos redimidos e ganhamos a vida eterna. Temos a garantia de que seremos transformados; entretanto, algumas bênçãos já conquistadas serão concretizadas com a vinda de Jesus, logo, não vivemos na prática do pecado, pois temos domínio sobre ele, mais ainda pecamos; temos a vida eterna, mais ainda morremos biologicamente; ganhamos um corpo glorioso, mais ainda estamos neste! ( I Co 15. 50-55)
Do mesmo modo que este corpo ainda é sujeito a pecar, ele é sujeito a ficar doente!
Assim como o sol nasce para todos e a chuva cai para ímpios e para crentes(Mt 5. 45) , assim como existem crentes morando onde há guerras, assim como em uma cidade atingida por um furacão moram cristãos e não cristãos, do mesmo modo quando há um surto de gripe, o crente também fica gripado!
Obs: O furacão pode passar, mais a vida do crente está nas mãos do Senhor! A diferença sempre estará no fato de que Deus está conosco sempre! Podemos até entrar na fornalha, mais Deus entrará conosco! ( Is 43.1,2)
Nem sempre uma pessoa quando fica doente é porque não tem fé, mais certamente poderá mostrar a sua fé no momento da enfermidade!

Como podem, os pregadores da prosperidade, afirmarem que os crentes não ficam doentes?
Como podem, soberbamente, afirmarem que não adoecem? Por acaso gripe não é doença? Dor de barriga é normal? E o que dizer daquelas dores de cabeça que quase todo ser humano já teve ao menos uma vez?
E a velhice? Por acaso todos não envelhecem? Velhice é o colapso das estruturas do corpo! Deus não criou o homem para ficar velho, mais o pecado trouxe, dentre muitos problemas, a velhice!
2) Além do citado anteriormente, o crente também pode ficar doente quando é provado.
Embora a doença não venha de Deus, o Senhor poderá permitir quando houver algum propósito.
3) Existem doenças que são conseqüências dos nossos próprios pecados. Veja bem: Podemos adoecer devido ao pecado da raça humana, mais nem sempre uma doença será por causa de pecados que cometemos! Existem enfermidades que procedem do pecado. Ex: Um cristão que cai no pecado sexual e contrai uma doença; uma pessoa que fumou durante 50 anos de sua vida e depois se entrega a Jesus, neste caso ela pode ter uma doença devido aos longos anos que passou fumando.
4) Existe a doença espiritual. O cristão quando peca, fica doente espiritualmente ( I Co 11. 29,30).
5) As enfermidades da alma e do espírito, não podem atingir os salvos. Ex: Certos tipos de depressão. O crente deprimido precisa de concerto!
A possessão demoníaca não tem lugar no cristão!
6) Obras de feitiçaria não tem poder sobre a vida do salvo (já estudamos isto em outra aula).

III) Casos de servos do Senhor que ficaram doentes.
Jó1.20-22; 2.9,10
Eliseu II Rs 13.14
Paulo Gl 4. 13-15
Timóteo I Tm 5.23
Epafrodito Fp 2. 25-30
Trófimo II Tm 4.20
Será que aqueles que pregam que nunca ficaram doentes, são melhores do que Eliseu? Será que em suas Bíblias não existem estas passagens?

IV) A cura

Jesus ainda cura!
Quando não somos curados, não é porque não temos fé ou porque estamos em pecado, mais sim porque estamos sendo provados, e algum propósito existe em tudo o que passamos. Não estou dizendo que o crente deve morrer de rir porque esta doente, mais em tudo ele deve buscar a glorificação do Senhor, ou seja: “Estou doente? Quero ser curado, mais enquanto isto não acontece; Senhor, que o teu nome seja glorificado!”
Continue orando e clamando, porém jamais murmure!
Não podemos nos revoltar ou determinar (confissão positiva), devemos sim procurar aprender com as situações e mostrarmos a nossa perseverança em Cristo.
Procuramos a cura em Deus, somente ele pode nos livrar. Precisamos orar e se o Senhor permitir que passemos pelo médico, devemos passar, sabendo porém que, sempre é Deus quem nos cura.
Porventura não desejamos ser curados? É óbvio que sim!
Vale lembrar ainda que muitas vezes esta cura é procurada por ser o caminho mais curto. Não podemos esquecer que às vezes este caminho mais curto é preguiça e falta de paciência! Muitos querem ser curados porque não querem passar por luta ou tem preguiça de levar o filho no médico ou ainda não tem paciência de suportar a dor ou não querem gastar o seu dinheiro com a saúde da esposa ou filhos! Neste caso, a cura não acontecerá!
Obviamente ninguém fica feliz por estar doente, e seria estranho se ficasse, haja vista Deus não ter criado o homem para ficar doente!
Não pregamos que devemos ficar doentes, mais sim que Jesus é poderoso para curar, devemos clamar, orar e perseverar, entretanto, jamais dizer o que Deus deve fazer ou blasfemar; Deus é soberano, ele é o Senhor e nós seus servos!

V) Is 53. 4,5

De forma alguma esta passagem serve de argumento para dizer que o crente não fica doente. Basta olharmos para o nosso dia a dia.
Neste texto, o Senhor nos mostra que todos os problemas da humanidade advindos do pecado, foram resolvidos através da morte expiatória de Jesus Cristo. A humanidade estava enferma e sofria por causa do pecado.

É necessário compreendermos algumas verdades:
Por que Jesus morreu? Dentre muitas coisas, para pagar a nossa dívida de pecado, para nos salvar!
Por que Jesus ressuscitou? Porque ele não tinha pecado, a ressurreição prova que ele não morreu por seus próprios pecados e sim pelos nossos!
Por que o crente morre fisicamente? A morte física mostra o quanto nós éramos pecadores e que não éramos santos. A morte prova que na verdade tínhamos pecados.
Por que o crente ressuscitará? Porque a sua dívida está paga! Cristo morreu por nossos pecados e fomos imputados como justos. Jesus provou ter morrido por nossos pecados ao ressuscitar no 3º dia.
Por que o cristão está sujeito ainda a todos os problemas desta vida? Porque ainda estamos neste mundo e não fomos transformados. Para mostrar aos ímpios que não éramos diferentes, mais um dia estaremos livres de todos os problemas. Mostramos ainda que servimos a Cristo por gratidão e não por estarmos sem problemas. Jesus já tem feito muito por nós! As limitações deste corpo, com as nossas fraquezas, provam que estávamos debaixo do pecado.

  

Conclusão:
O ensino de que o cristão não fica doente é falso e não condiz com o texto bíblico nem com a realidade da igreja nesta vida.