Voce está em: Estudos Bíblicos - Heresias nas Igrejas

ESCOLA BIBLICA DOMINICAL 2005
TEMA: HERESIAS NAS IGREJAS; O FALSO EVANGELHO!
AULA Nº 11
ASSUNTO: MODISMOS II) ARREBATAMENTO - PARTE 2 - “CAI-CAI”

Texto: Ez 2.1,2
Introdução:
Na aula anterior estudamos sobre as supostas idas ao inferno e ao céu; no estudo de hoje continuaremos o assunto arrebatamentos estudando o fenômeno do “cai-cai”, também chamado de “caindo no poder”.

I)O que é?
Este fenômeno consiste no seguinte: Um determinado “pregador”, que, por sinal nada prega, em certo momento do culto começa a orar pelas pessoas para que elas caiam no chão, supostamente pelo poder de Deus. Algumas vezes é soprado sobre as pessoas para que elas caiam ou joga-se o paletó nelas. Em alguns cultos ocorre uma queda coletiva.
As pessoas vão ao culto para ver o show e as igrejas ficam super lotadas. Geralmente o momento do louvor é extenso (para que se mexa mais no emocional das pessoas) e não se dá a atenção devida a palavra de Deus. Quando há pregação elas giram em torno sempre das mesmas coisas, tais como: Sinta o poder de Deus, Receba a unção e você deve se entregar.
Nota: Poder de Deus para eles é o que faz as pessoas caírem ou então os êxtases emocionais; receber a unção é cair; e entregar é esvaziar a mente e deixar Deus derrubar!

II)Origem:
Há aproximadamente 12 anos, no RJ, em uma reunião no Maracanãzinho, O casal Charles e Francis Hanter não somente usou deste artifício, como também incentivou ao público para que orassem uns pelos outros para que o companheiro caísse no chão.
Como a maior parte dos fenômenos bizarros que ocorrem em nossas igrejas, esta moda veio de pregadores hereges americanos, dos quais, o mais famoso é Benny Hinn; sem dúvida alguma este foi o que mais influenciou na divulgação da prática.
Embora Benny Hinn tenha se retratado por algum tempo das suas aberrações, inúmeros pregadores continuam a fazer as mesmas coisas.
Outros “pregadores” famosos que entram por esse caminho são: Kathryn Kuhlman e Kenneth Hagin.

III)Refutando o modismo do fenômeno “caindo no poder”:

III.1)A Mente humana
A mente humana é algo bastante complexo. Esta mente tão complexa, infelizmente, pode estar a serviço da carne ou do Diabo.
Existem pessoas que gostam de manipular a mente das outras e, para isto, apelam para os sentimentos, técnicas de hipnose, indução e engano. Triste é que existem pessoas que se dizem pregadores do evangelho usando das mesmas táticas que os ímpios usam. Igualmente triste é o fato de que a maior parte dos crentes age por pura emoção, não permitindo que o seu raciocínio funcione ao menos um pouquinho!
Isto tudo leva aos seguintes erros:
A)“Pregadores” usam técnicas de hipnose para levar as pessoas a tomar certas atitudes. Neste caso, os pregadores ficam repetindo por várias vezes expressões como: Caia! Receba! Não ore! Deixe o seu corpo cair! Esvazie a sua mente! Você está caindo! Etc...
B)“Pregadores” induzem as pessoas a sentirem o que na verdade não sentiram; para isso é criado todo um clima nas reuniões, como por exemplo: Aparadores (pessoas que se posicionam atrás de quem recebe a oração a fim de segurá-las para que não caiam), mensagens direcionadas com o propósito de preparar as pessoas para caírem; e, quando isso não é suficiente, recorre-se ao “empurrão santo”.
C)“Pregadores” mexem com o emocional das pessoas tocando em seus sentimentos. Estes falam: Deus está te visitando agora, receba a unção!
D)O coração das pessoas, ao agir pela emoção, fica aberto para receber todo tipo de coisa sem passar pelo crivo do intelecto. Não podemos confundir emoção com fé, muitas pessoas tiveram as suas vidas destruídas por agirem pela emoção. O Diabo se aproveita do sensacionalismo e das emoções humanas, uma prova disso é o fato de inúmeros católicos chorarem diante da imagem de Maria e dizer de “pé junto” que ela está presente. Emoção é muito bom, porém não dever ser a base da fé; sei que Deus está comigo não pelo fato de chorar, mais sim porque a Bíblia me diz isto! Chorar é bom, mais não é tudo! A verdadeira fé deve ser baseada em algo, e este algo, é a Palavra de Deus. Devemos ver se determinada prática está conforme os ensinos de Cristo para que não sejamos enganados!
Muitos cristãos andam sentindo coisas nos seus corações esquecendo-se que enganoso é o coração do homem ( Jr 17.9).
Josué agiu pela emoção e desobedeceu a Deus ( Js 9)
As mulheres em Israel choravam por Tamuz ( Ez 8.13-15 )
Lembre-se que :

Toda manifestação sobrenatural deverá ser analisada a luz da Palavra de Deus!

Disto tudo o que vimos anteriormente, advém à importância de não agirmos por emoções e de não sermos levados por elas. Quando o raciocínio é aniquilado, o coração fica aberto a toda prática emotiva. Não se esqueça de que a mensagem do Evangelho deve ser compreendida para que possa ser aceita!
O sensacionalismo traz consigo uma série de aberrações contrárias a Palavra de Deus, dentre elas está a prática do “cai-cai”.
Sem ir pela emoção, começamos a questionar: Por que Deus desejaria jogar as pessoas no chão, muitas vezes expondo-as ao ridículo (irmãs de saia, por exemplo)? Pelo que sei, Deus não é Deus de confusão! Alguma vez alguém na Bíblia orou para que as pessoas se esparramassem pelo chão? Isto era uma prática da igreja na Palavra de Deus? Nunca vimos tal prática na Bíblia! O “cai-cai” é Bíblico? Absolutamente não! As pessoas caem por emoção, ação da carne ou até mesmo do inimigo! I Co 14.
Deus precisaria usar de artifícios para nos induzir a algo?
III.2)Atitudes carnais.
Deus não é de meio termo; a Palavra do Senhor nos ensina que de uma mesma fonte não pode jorrar dois tipos de água diferentes. Tg 3.10-12
Baseado nisso, como homens supostamente de Deus podem empurrar as pessoas para força-las a cair?
III.3) Combatendo com a espada
Os adeptos do “cai-cai” tentam usar a Bíblia para justificar as suas atitudes, sem, entretanto, haver respaldo para tal.
O pessoal que gosta de cair no poder alega que várias pessoas na Bíblia caíram no chão diante do poder de Deus. Vejamos então:
1º- Todos que porventura caíram, caíram com o rosto em terra e não para trás!
2º- Todos que caíram na Bíblia caíram em sã consciência, em atitude espontânea de reverência, adoração e respeito, sem serem induzidos a tal.
3º- Nos casos de Ezequiel 1.28; 3.23; 44.4 e Daniel 8.17,18; 10.7,8 percebemos claramente que eles caíram em atitude de adoração e reverência diante da manifestação da glória de Deus, inclusive em Dn 10. 7,8 ; os que estavam com Daniel fugiram.
4º- Nos casos acima, bem como no ocorrido com João, no livro do Apocalipse, capítulo 1. 17-18, ouve atitude de temor e o Senhor logo a seguir mandou que não temessem, inclusive está escrito claramente em Ez e Dn que Deus mandou que ficassem de pé.
5º- No monte da transfiguração, os discípulos caíram de medo (Mt 17. 5,6)
6º- Paulo também caiu por terra em At 9.3,4 ; 26.14, mais não pelo fato de terem orado por ele e sim por temor (nem convertido ele era).
7º- O único caso em que alguém sopra sobre outrem está relatado em João 20.22, quando Jesus assoprou sobre os discípulos. Neste caso o Espírito Santo ainda não havia descido sobre os discípulos e era necessário que o recebessem por medida até o Pentecostes.
Resumindo: Nenhum dos sete exemplos anteriores justifica as “bobeiras” que andam fazendo por aí!
III.4) Mudança de vida
Todas as experiências sobrenaturais relatadas na Palavra de Deus levaram os homens que por elas passaram ao arrependimento, mudança de vida, desejo de evangelizar, etc... Em outras palavras, tinham sempre um propósito.
É de se estranhar pessoas que vivem caindo na igreja e possuem um péssimo testemunho e nunca mudam de vida!
III.5) Os avivamentos antigos
O pessoal do “caindo no poder” gosta de citar os avivamentos do passado, quando as pessoas caiam de joelhos durante as pregações.
É verdade que muitas vezes isto ocorria, entretanto esse pessoal se esquece que:
Caíam de joelhos ao reconhecerem a sua situação de pecador! Havia arrependimento e mudança de comportamento, daí existir avivamento!
O verdadeiro quebrantamento é causado pela confrontação com a Palavra do Senhor!
Nos referidos avivamentos, havia mensagens poderosas da Palavra de Deus que levavam as pessoas a mudança de postura.
III.6) Figurinhas marcadas.
Por que sempre as mesmas pessoas caem?
Por que existem pessoas predispostas a caírem, tais como: Pessoas que anteriormente freqüentavam terreiros, pessoas que possuíam problemas psiquiátricos ou psicológicos, pessoas que gostam de aparecer e são egocêntricas, as chamadas “Maria vai com as outras”, pessoas que freqüentemente dão ataques de histeria, etc...?
Conclusão:
O modismo do “cai-cai” não pode subsistir diante da Palavra do Senhor, tratando-se de mais uma prática bizarra que fere os princípios Bíblicos.

  

Pr Ricardo correia de Mattos