Voce está em: Estudos Bíblicos - Heresias nas Igrejas

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL 2005
TEMA: HERESIAS NAS IGREJAS; O FALSO EVANGELHO!
AULA Nº10

ASSUNTO: MODISMOS: ARREBATAMENTOS - PARTE 1 - UMA VOLTINHA PELO INFERNO

Texto: I Co 12. 1-4
Introdução:
Nesta aula estaremos começando o estudo sobre arrebatamentos espirituais. Dentro deste assunto está o modismo de “cair no espírito” ou “cai-cai”, bem como experiências bizarras de pessoas supostamente arrebatadas.
Logo de início, quero explicar o sentido da Palavra arrebatamento.
No Dicionário da Língua Portuguesa de Francisco da Silveira Bueno, a palavra arrebatar tem como sinônimo: Tirar com violência, arrancar, levar, extasiar.
Segundo o Dicionário Internacional de Teologia do Novo Testamento/Vol I (Ed. Vida Nova - Aut.Lothar Coene e Colin Brown), a Palavra grega para arrebatamento é “Harpazô” que significa:Tomado à força, tirado, roubado, rapto repentino, levar embora.
Esta Palavra é usada no NT 14 vezes, sendo que várias no contexto de roubo, etc...
No sentido de arrebatamento ela ocorre em At 8.39; II Co 12. 1-4; I Ts 4.17; Ap 12.5.
No Antigo testamento, vemos dois casos de arrebatamento espiritual, a saber: Enoque (Gn 5.22-24) e Elias (II Rs 2.10-12).
Não podemos confundir as experiências bíblicas de arrebatamento, com os relatos bíblicos de pessoas que caíram prostradas com o rosto em terra diante da presença poderosa de Deus. A palavra grega usada para cair; prostrar é “Petô” e aparece em textos como: Mt 17.6; Mc 5.22; Ap 1.17.
Dentro das definições acima podemos de imediato chegar a uma conclusão: O fenômeno do cai-cai nada tem a ver com arrebatamento.
Agora que vimos o sentido da palavra arrebatamento, passaremos a estudar os fenômenos que andam acontecendo dentre aqueles que se dizem cristãos.
Os testemunhos que ouvimos de pessoas que supostamente foram ao inferno ou ao céu, são verdadeiros? E o cai-cai; afinal de contas, é de Deus ou não? Está certo durante os cultos as pessoas caírem no chão, muitas vezes com gritos histéricos? E o que dizer daquelas reuniões onde ocorrem quedas coletivas?
Passaremos a responder estas questões de acordo com a Palavra de Deus, pois:

Toda experiência deverá ser analisada a luz da Palavra de Deus; devemos ser um pouco mais Bereanos! At 17. 10-12

  

I)As experiências de arrebatamentos espirituais.
Passaremos a analisar os supostos arrebatamentos.I.A/ Uma voltinha pelo inferno

Ouvimos vários testemunhos de pessoas que supostamente foram ao inferno. Nestes relatos as pessoas afirmam ter visto as coisas mais bizarras possíveis, tais como: Armários com gavetas contendo pontas de cabelo, calças compridas, brincos, demônios espetando com tridentes as pessoas (quase sempre irmãs que usavam calça comprida ou cortaram os cabelos), caminhos e corredores diferentes no inferno, etc... Alguns dizem ter visto o próprio Diabo torturando as pessoas.
Apostilas são feitas e vendidas com as supostas revelações e as igrejas convidam estes “irmãos” santos e experientes para testemunhar em suas igrejas. Nestes dias, as igrejas lotam de curiosos. Será que isto é de Deus? Vejamos:
1º)Primeiramente a Bíblia não conta nenhum caso de pessoas que foram ao inferno e voltaram. Sabemos de relatos Bíblicos de pessoas que foram arrebatados à presença do Senhor; mais ao inferno absolutamente não!
2º)Em segundo lugar, ainda que alguém fosse ao inferno, não teria visto pessoas naquele lugar, pois o inferno ainda não foi inaugurado! Não confundir inferno (lago de fogo e enxofre) com Hades ( lugar onde os ímpios estão aguardando o juízo; lugar de tormentos).
3º)O Diabo não está no inferno e sim nos ares (Jo 1.7,2.2  ; Ef 6. 12)
4º)O Diabo será lançado no inferno somente após o milênio (Ap 20.10)
5º)No inferno não haverá tempo para o Diabo brincar ou torturar alguém, aliás, isto seria um prêmio para ele, mais no inferno ele será atormentado ( Ap 20. 10b)
6º)Quem vai inaugurar o inferno é a Besta e o Falso profeta, após a tribulação (Ap 19.20)
7º)Os ímpios serão lançados no inferno após o juízo final (Ap 20.11-15)
8º)Tudo o que precisávamos saber a respeito do inferno, Deus já revelou através da sua Palavra.
a-Foi preparado para o Diabo e seus anjos ( Mt 25.41)
b-Existe consciência (Mc 9.44)
c-Existe pranto e dor (Mt 8.12;25.46)
d-O seu fogo é eterno( Mc 9.44)

IB/Uma voltinha pelo céu

Ouvimos muitos testemunhos de pessoas que supostamente foram ao céu, elas relatam histórias como:
a-Viram muitas casas, as melhores sempre são daquelas irmãs do círculo de oração; as piores dos seus pastores.
b-Alguns (isto eu já ouvi!), tiveram a oportunidade de se assentarem no trono de Jesus.
c-Outros afirmam ter visto anjos costureiros bordando toalhas de ouro.
d-Conversaram com anjos e contam todos os detalhes das conversas que tiveram com Jesus e com os anjos.
As histórias são incríveis e os relatos das conversas no céu são impressionantes! Tal como no caso daqueles que foram ao inferno, igrejas convidam estes santos irmãos para testemunharem e lotam nestes dias.
Os que tiveram estas experiências justificam usando o texto de II Co 12.1-4, entretanto:
1º)A ênfase no texto não era o arrebatamento e sim nos sofrimentos de Paulo por amor ao Evangelho. Paulo estava defendendo a sua autoridade apostólica, firmado nos seus sofrimentos por Cristo. Ele dizia que nenhuma experiência poderia ser motivo de orgulho da sua parte, coisa que os “irmãozinhos” andam fazendo por aí!
Alguns falsos apóstolos afrontavam a Paulo e contestavam a sua autoridade. Paulo diz que teria muitos motivos de se gloriar, no entanto, não faria isso, mais se gloriaria nos sofrimentos e fraquezas, pois, segundo ele ensinava, o poder de Deus se aperfeiçoava na sua fraqueza.
2º)Quanto ao que ele ouviu, disse o apóstolo que não era lícito falar(II Co 12.4). Como podem contar supostas conversas no céu estes irmãos?
3º)Paulo esteve no paraíso( 3º céu) e não no céu dos céus!II Co 12.2,4
4º)Paulo nem conta detalhes do arrebatamento. Aconteceram coisas que ele próprio não sabia explicar. ( II Co 12.2,3)
5º)Jamais algum homem na Bíblia foi ao céu e voltou para contar! Jo 3.13
6º)Tudo o que Deus quis revelar a respeito do céu, está escrito em sua Palavra.
7º) Quanto às casinhas no céu, em João 14, Jesus afirmou que na casa do Pai haviam muitas moradas (muitos quartos em uma casa), ou seja, moraríamos para sempre com Deus. Não seremos vizinhos de Deus, ou vizinhos uns dos outros, mais moraremos juntos!

Conclusão
Nos casos relatados acima, trata-se de falso testemunho, pois não podem resistir diante da Palavra de Deus; entretanto, devemos ter cuidado com a incredulidade também, pois existem casos de verdadeiros arrebatamentos espirituais, embora sejam raros.
Creio neste tipo de operação nos dias de hoje, no entanto, experiências pessoais jamais podem se tornar fonte de ensino ou base de sustentação para a igreja.
O povo não deve ser induzido a este tipo de experiência, pois cairá no engano da carne ou do Diabo.
O arrebatamento verdadeiro deverá produzir edificação e não poderá fugir aos padrões da Bíblia. Jamais poderá servir para exaltação de alguém ou como prova de santidade.
Na próxima aula falaremos sobre o cai-cai.

Observação:
Existem na Bíblia muitos ensinos passados através de alegorias, metáforas, figuras de linguagem, etc...
Jesus é o mestre dos mestres e ele sempre soube ensinar de forma clara e objetiva; ele usou bastante de figuras ilustrativas para retratar verdades espirituais. Ele disse; por exemplo: Eu sou a porta, eu sou o pão da vida, eu sou a luz do mundo, se teu olho escandalizar; arranca e joga fora, eu sou o caminho, etc...
Muitas vezes Deus dá um sonho a alguém e usa de figuras para ilustrar verdades espirituais e a pessoa confunde com arrebatamento.
Paulo em II Co 12, não tentou explicar o que ele não sabia totalmente.
Devemos dizer apenas aquilo que Deus disse!

Pr Ricardo Correia de Mattos