Voce está em: Seminário de Escatologia - Análise do livro do Apocalipse

Seminário de escatologia - Parte IV
Análise do Apocalipse
Aula nº 6
Assunto: A Igreja no céu. 2ª parte
A visão do Cordeiro

I - Introdução
Continuamos neste capítulo a relatar os fatos que se sucedem no céu após o término da época da Igreja. O capítulo 5 fará uma introdução aos eventos que ocorrerão na Terra durante a Grande Tribulação.
Podemos observar que os capítulos estudados continuam em ordem cronológica.

I – Visão do Cordeiro - Análise do capítulo 5
Este capítulo é uma continuação do anterior...

v.1- Sobre o livro, sabemos que estava na destra do que estava assentado no trono, sabemos também que estava selado com sete selos e que quando o Cordeiro abria cada selo (Capítulos 6 e 8), uma nova revelação acontecia e era executado um juízo; por isso podemos afirmar que o livro continha a declaração do que havia de acontecer e somente Cristo tinha o direito e poderia revelar.
“por dentro e por fora” ; ou seja, todo escrito. Indica que trazia uma revelação plena.
v.2-  Um anjo forte, ou seja, poderoso.
O livro estava fechado porque ninguém era digno de abri-lo.

v.3- Céu, Terra e debaixo da Terra, é uma forma de enfatizar que ninguém jamais pode ou poderia abrir o livro e nem mesmo olhar para ele.

v.4- O choro de João mostrava a situação de toda humanidade: Não havia um ser humano digno; nem mesmo ele próprio! Não há um justo sequer!
Quem poderia fazer justiça? Quem poderia reinar com justiça?

v.5- Leão da Tribo de Judá; título dado a Jesus- Gn 49.9-11
Raiz de Davi- Refere-se a Jesus como descendente de Davi- Is 11.10
Jesus era digno porque venceu; ele morreu na cruz por nossos pecados e ressuscitou para nossa justificação!
Somente Jesus pode abrir o livro, pois padeceu como homem e jamais pecou, tendo sido obediente até a morte; e morte de cruz!
Jesus nos entende (Hb 4.14-16) e nenhum ser humano poderá questionar o julgamento de Cristo, pois Cristo experimentou todas as provas como homem.

v.6- Este Cordeiro é o mesmo Leão de Judá; antes de ser rei ele se tornou Cordeiro, e, como tal, foi inocente para o matadouro e deu a sua vida por nós! (Is 53.7; Fp 2.5-11).
Os sete chifres mostram que Jesus possui a plenitude da autoridade e governo.
Ele possui também a plenitude do Espírito Santo!
v.7- Jesus pega o livro.

v(s)8-14- Adoração no céu- Cristo é adorado!
Existem motivos de sobra para Jesus ser adorado...
A)- Cristo é adorado porque pegou o livro, ou seja, ele é digno e fará justiça! Ele reinará e cumprirá todas as promessas feitas pelo Senhor.
Harpa é um instrumento associado à realeza.
Um detalhe: Podemos notar o quanto as nossas orações são valiosas!
B)- No primeiro cântico ele é adorado porque morreu por nós e com o seu sangue nos comprou! (vs. 8 a 11)
Também nos fez reino e sacerdotes.
Reinarão - Isto se refere aos 24 redimidos e não aos anjos. A redenção inclui reinar com Cristo sobre a Terra!
C)- No segundo cântico, os anjos o adoram.  (vs. 11 e 12).
D)- No terceiro cântico, anjos e santos adoram ao que está assentado no trono e ao Cordeiro. (v. 13,14). Toda criação une suas vozes à hoste de anjos e arcanjos e cantam louvores; não somente ao Cordeiro ou ao que está assentado no trono separadamente, mas sim, ao Pai e ao Cordeiro conjuntamente, deixando clara a posição exaltada de Cristo.

Na próxima aula começaremos a estudar os eventos da grande tribulação. O cenário passará do céu para a Terra.