Voce está em: Estudos Bíblicos - Os Dons do Espírito Santo

Departamento de ensino - Semente da Vida
Estudo bíblico
Tema: Estudo bíblico sobre os dons do Espírito Santo para discipulado

Aula nº 5

Assunto: Os dons de poder/parte 2

Texto: Mc 16.15-18

Introdução:

I)Os dons de curar/parte 2
Na última aula estivemos iniciando o estudo do 2º grupo de dons espirituais; os dons de poder. Terminamos falando a respeito dos dons de curar.
Aprendemos que o texto de ICo 12.9 fala “dons de curar” devido às várias formas de cura divina. Quero iniciar ainda nesta introdução, explicando aos amados que, apesar da multiforme maneira de Deus agir, no caso da cura divina, Deus não operará a cura através de um modo que seja contrário a sua palavra.
Ex. Na unção com óleo existem igrejas que distribuem óleo para os seus membros saírem ungido a todo doente que vêem pela frente. Isto é uma prática antibíblica, bem como também é errado ungir objetos, fotos ou passar o óleo em qualquer parte do corpo do enfermo. A Palavra de Deus não ensina tal coisa! Estas práticas são impregnadas de sensacionalismo e fazem parte de um espiritismo disfarçado.
Recentemente, um presbítero de certa igreja evangélica em Guaratinguetá, precisou ser desligado por estar ungindo as “partes íntimas” das irmãs.
A maior fé é aquela que crê sem necessitar de algo visível (Mt 8.5-13)!
A unção sobre enfermos na Bíblia é prerrogativa ministerial ( Tg 5.13-15).

 I.A)Conceituando os dons de curar (I Co 12.9)

Os dons de curar são aqueles concedidos aos servos de Deus para edificação da Igreja; pelos quais o Espírito Santo opera a cura sobrenatural. Cura divina é o processo pelo qual Deus, através do seu poder sobrenatural, concede saúde aos homens (corpo, alma e espírito) atingidos por enfermidades.
Nem todos em uma igreja possuem os mesmos dons. Como nos outros dons, assim também ocorre com os dons de curar, ou seja, nem todos possuem este dom ( I Co12.30) .
Se o Espírito Santo é quem concede este dom, significa que nenhum homem ou poder pode executar a cura de alguém verdadeiramente; significa também que aquele que não tem o Espírito Santo não pode ter este dom.

O diabo não cura ninguém, ele apenas engana; ele é o pai da mentira!

  

O que ocorre então em um terreiro quando uma pessoa é “curada”? E na igreja católica?
No terreiro o Diabo que colocou a doença ( o inimigo tem poder para ferir com doenças) vai retirar a mesma, para que a pessoa perca a sua alma pensando que ele está fazendo algo de bom.
Na igreja católica, quando alguém faz uma promessa e fica “curado”, na verdade o inimigo pôs uma enfermidade na pessoa e ele mesmo retirou para que a pessoa pense que os “santos” realizaram um milagre e a sua promessa foi atendida (Deus não divide a sua glória com ninguém).

I.B)Por que os crentes ficam doentes?

Pelo fato de estarmos ainda neste corpo, sujeito aos reflexos da queda de Adão. Um dia, o nosso corpo será transformado e então estaremos livres de toda dor e enfermidade (ICo 15.50-57). Toda a terra igualmente um dia será restaurada e livre de toda enfermidade (Rm 8.18-23).
Nem toda a enfermidade vem do inimigo, no entanto, existem enfermidades nos ímpios que são provocadas pelo Diabo (Lc 13.10-17), mais para o inimigo tocar no crente teria que ter a permissão de Deus.
Nem todo aquele que está enfermo é porque pecou ( ver os amigos de Jó em Jó 4.1-8,e o cego de nascença em Jo 9.1-3),no entanto, existem pessoas enfermas,inclusive crentes, por causa de pecados que cometeram ( I Co 11.29-31; Tg 5.15,16)!

            I.C)Quem deve orar pelos enfermos?
            Devemos crer que os dons de curar são para os dias atuais.
Todos os cristãos devem crer que podem receber este dom e orar pelos enfermos (Mc 16.15-18), porém na igreja, somente com ordem do pastor, pois caso contrário, virará uma verdadeira bagunça dentro da igreja (I Co 14.40), com todos querendo impor as mãos uns sobre os outros, além do mais, Deus distribuirá os dons de uma forma variada.
Os dons de curar não devem ser exercidos de modo irresponsável, precisamos saber o propósito de Deus em cada caso e quando Deus realmente deseja glorificar o seu nome através deste dom.

Propósitos da cura:

Dentre alguns propósitos que existem na cura, destacamos os seguintes:
1)Edificação do corpo de Cristo
2)Demonstrar a compaixão de Deus ( com+paixão=sofrer com... Ex. Mt 20.29-34)
3)Levar as pessoas a crerem em Cristo ( Jo3.2;11.45
4)Glorificar a Deus ( Mt 15.30,31; Lc 13.13)

Obstáculos à cura:

1)Motivações erradas Tg 4.3 ( alguns desejam a cura mais do que a Jesus)
2)Nossos méritos (acharmos que merecemos ou para sermos exaltados)
3)Confiar no irmão e não em Jesus (como se fosse algum homem que pudesse curar)
4)Rebeldia (existem alguns que estão enfermos por rebeldia contra Deus)
5)Não crer na cura
6)Abuso à saúde (não cuidar de si próprio leva à enfermidade)
7)Falta de desejo (existem aqueles que gostam de ficar doente para chamar a atenção).

II) O dom de operação de maravilhas

Este é o 3º dom do grupo de dons de poder.

II.A)Definição

O que é milagre (maravilha)?
1º)Algo sobrenatural( II Rs 4.1-7)
2º)Algo que vai contra todas as leis da natureza (II Rs 4.32-37 )
3º)Algo que vai contra as leis da química e da física (II Rs 6.1-7)
4º)Algo que está acima da compreensão e raciocínio humano (capaz até mesmo de mudar toda a ordem universal Js 10.12-13)
5º)Segundo o dicionário, milagre é:

Ato ou coisa extraordinária, prodígio, coisa maravilhosa.
Feito extraordinário que vai de encontro as leis da natureza.

  

O dom de operação de maravilha é a capacidade dada ao servo do Senhor de realizar, pelo poder do Espírito Santo, coisas extraordinárias sem explicação na natureza.
Existe uma diferença entre os dons de curar e o dom de operação de maravilhas. Enquanto o primeiro estará sempre relacionado com o restabelecimento da saúde, o segundo atinge a esfera da matéria em geral, sem estar ligado com a saúde de alguém. Embora algumas curas sejam chamadas de maravilhas ou milagres, como por exemplo, a perna de alguém crescer, este milagre manifestou os dons de curar.II.B)Objetivos dos milagres

Como todos os dons, não devemos deixar de citar a edificação da igreja e a glória de Deus. Não podemos deixar de lembrar também que os dons de poder mostram a onipotência de Deus, e dentre estes dons, o dom de operação de milagres mostra claramente o poder deste Deus maravilhoso ( Jo 12.10-11).
Exemplos de milagres: A vara de Moisés transformada(Ex 4.1-5) , o azeite da viúva (I Rs 17.13-16 ), a transformação da água em vinho(Jo 2.7-11), ressurreição de Lázaro (Jo 11.39-44), a multiplicação dos pães(Mt 14.19-21), etc...
A ressurreição é um exemplo poderoso de maravilha, não se trata de cura, pois o corpo já está morto!
O expelir demônios também é um exemplo de maravilha.

II.C)Os falsos milagres

Hoje existem falsos milagres como no passado. Cuidado! Existem milagres forjados( Ex 7.11,12 ; II Tm 3.8-9 Janes e Jambres/ A “santa” que chorou, etc...)!
Características:
Não edificam, são contrários a Palavra de Deus, causam aprisionamento por parte de Satanás e causam confusão ( Mt 7.22,23 ; 24.24,25; II Ts 2.9; Ap 13.13; 16.14).

Conclusão

Encerramos hoje a parte que trata dos dons de poder. Vimos que este grupo é formado pelos dons da fé, dons de curar e dom de operação de maravilhas.
Aprendemos nesta aula que os propósitos da cura, o que são os dons de curar e os impedimentos para se receber a cura. Estudamos também sobre o dom de operação de milagres e a sua diferença em relação aos de curar. Vimos ainda o que são os milagres e os seus objetivos.
Na próxima aula estaremos estudando sobre o ultimo grupo de dons.

Ricardo Correia de Mattos/Pastor presidente